Capela do Socorro completa 80 anos como bairro de São Paulo

1
1157

São quase 700 mil moradores na subprefeitura mais populosa da cidade, que se divide em três distritos: Socorro, Cidade Dutra e Grajaú

 

 

Nesta terça-feira (9), a região da Capela do Socorro completa 80 anos, desde que foi transformada em bairro.
A área tem 134,2 km², sendo a 2° maior região, em extensão, da cidade de São Paulo. São quase 700 mil moradores na subprefeitura mais populosa da cidade, que se divide em três distritos: Socorro, Cidade Dutra e Grajaú.
Segundo a Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo, a Capela do Socorro é o lugar onde mais acontecem casamentos. Em 2017, foram realizados 5.393 matrimônios no bairro.
A Capela do Socorro tem 90% de seu território em área de proteção aos mananciais, que abastecem 30% da região metropolitana de São Paulo. O índice de área verde, por habitante, é maior do que o recomendado pela Organização Mundial da Saúde (12m²), chegando a 16,23m².
Para garantir a locomoção dos moradores, a região tem três estações da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM): Autódromo, Primavera-Interlagos e Grajaú, que também conta com um terminal. A CPTM tem projetos de expansão da linha para mais duas estações: Mendes-Vila Natal e Varginha.
No início do século XX, a construção das represas Guarapiranga e Billings deu a região um potencial de lazer, e isso aumentou a especulação imobiliária no entorno. Na época, o maior loteamento residencial foi a Vila Friburgo. No início dos anos 40, esse crescimento de moradores foi intensificado, pois, quem trabalhava em Santo Amaro buscava um lugar acessível para morar.
A partir de 1975, a região passou a ser legalmente subordinada a Lei de Proteção dos Mananciais e à legislação de zoneamento industrial. A grande concentração de pessoas deu início a loteamentos clandestinos, a maioria perto dos córregos das represas. Atualmente, estima-se que a região tenha 200 bairros irregulares e 220 favelas.
Para 2019, a estimativa é que o orçamento público na Subprefeitura da Capela do Socorro diminua para 31% ou 36% a menos do que o orçamento de 2018, segundo Proposta da Lei Orçamentária Anual 2019, apresentada à Câmara dos Vereadores em setembro. O projeto ainda será discutido com a população em audiências públicas.
- Patrocinado -

1 COMENTÁRIO

  1. Olá a todos e todas morei na rua Iara próximo a Kellogg’s alguém sabe o nome atual dessa rua?

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.