Após surto, sushiman ataca clientes e funcionários e é morto por PMs

0
357

O sushiman segurou um colega na cozinha, o levou para o salão onde estavam aproximadamente 50 pessoas jantando e os ameaçou com uma faca

 

Na noite da última quarta-feira (21/11), o sushiman Leandro Santana dos Santos, de 26 anos, que trabalhava no restaurante Jam, no Itaim Bibi, foi morto por policiais após sofrer um surto e ameaçar funcionários e clientes do restaurante.
Segundo a Polícia, a confusão começou por volta das 23h. Leandro segurou um colega na cozinha e o levou para o salão onde estavam aproximadamente 50 pessoas jantando. O colega estava sendo ameaçado com uma faca, e se machucou no pescoço. Segundo as testemunhas, Leandro também ameaçou os clientes com a faca.
Policiais tentaram negociar com Leandro e, sem sucesso, fizeram seis disparos com munição não letal e usaram uma arma de eletrochoque para imobilizá-lo. Segundo os PMs, Leandro atirou uma faca contra um dos policiais, o que fez a Polícia atirar contra ele. O sushiman foi socorrido e levado para o Hospital das Clínicas, mas não resistiu.
A Polícia iniciou uma investigação para entender o que aconteceu e deve usar as imagens das câmeras de segurança do restaurante.
Em nota, o restaurante Jam disse: “Lamentamos profundamente a perda do colaborador Leandro e permanecemos solidários com a família, entes queridos e demais membros da equipe neste momento de muita dor. Que sua alma descanse em paz”.
O caso foi registrado no 14° DP Pinheiros como lesão corporal, morte decorrente de oposição à intervenção policial e resistência, e deve seguir para o 15° DP Itaim Bibi, responsável pela área. Um inquérito policial militar vai investigar a conduta dos PMs.
- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.