Grupo Sul News

Informações sobre saúde na Internet podem reduzir a confiança dos pais nos diagnósticos dos médicos

A importância de discutir preocupações com os pacientes para evitar problemas no tratamento

 

Uma nova pesquisa, apresentada durante a Reunião de Sociedades Acadêmicas Pediátricas de 2017, sugere que as informações de saúde on-line podem influenciar a confiança dos pais no diagnóstico feito pelo médico da criança, o que pode levar a um atraso no tratamento.

Embora existam muitas vantagens de ter informações médicas facilmente acessíveis na Internet, as conclusões do estudo mostram que “a interpretação dos sintomas baseada na Internet” podem comprometer a confiança entre médico e paciente, disse a pesquisadora Ruth Milanaik.

A Internet é uma ferramenta de informação poderosa, mas é limitada pela sua incapacidade de raciocinar e pensar. Simplesmente relacionar uma lista de sintomas com um motor de busca pode não refletir a situação médica real de uma pessoa. “Esses ‘diagnósticos gerados por computador’ podem enganar os pacientes ou pais, levá-los a questionar as habilidades dos médicos e a procurar uma segunda opinião, retardando assim o tratamento”, afirma o pediatra e homeopata Moises Chencinski.

Para o médico, “pediatras devem incentivar os pais a compartilharem todas as preocupações que têm, para que os profissionais possam fazer um diagnóstico diferenciado. Pais que ainda têm dúvidas devem procurar uma segunda opinião. Mas eles não devem ter medo de discutir o resultado da informação da Internet com o pediatra”, defende Chencinski.

Adicionar comentário

Cadastre-se em nossa
Newsletter

Receba Notícias, Eventos, e muito mais
da sua Região.
CADASTRAR
Caso não queira se cadastrar ou já tenha se cadastrado,
basta fechar essa janela para continuar lendo.
close-link