Grupo Sul News

Programa Bike Sampa têm mudanças

Estações do Bike Sampa estão espalhados nas regiões do Itaim Bibi, Vila Olimpia e Pinheiros

No último dia 30, o sistema de compartilhamento de bicicletas da Prefeitura de São Paulo, Bike Sampa, sofreu algumas alterações. O uso gratuito de uma hora foi cancelado. Os usuários terão que adquirir um plano com o cartão de débito, crédito ou dinheiro e também poderão retirar a bicicleta com o Bilhete Único.

Para começar a usar as bicicletas, os usuários deverão fazer o cadastro e escolher um plano, que podem ser diário (R$ 8,00), de três dias (R$ 15,00), mensal (R$ 20,00) e anual (R$ 160,00). O serviço pode ser contratado pelo aplicativo Bike Itaú (disponível para Android e IOS) e pelo site, com o uso do cartão de crédito. Já o pagamento em dinheiro só pode ser feito para os planos mensal e anual, em um ponto de atendimento na rua José Bento, 314.

As viagens poderão ser feitas em até 60 minutos. Depois desse período será necessário esperar 15 minutos. Caso contrário, uma multa de 5 reais por hora será aplicada ao ciclista.

Em cinco terminais de ônibus, sendo dois na Zona Sul – Terminal Capelinha e
Terminal Jabaquara – os adeptos do sistema poderão usar a bicicleta por 12 horas, sem taxas extras. A ideia é que os ciclistas que moram longe dos pontos, possam levar a bicicleta para casa e devolvê-la apenas no dia seguinte. Para ter direito à retirada nesse modelo, é necessário que o usuário tenha adquirido qualquer um dos planos disponíveis e que ele esteja válido no momento do empréstimo. Espera-se que essas estações estejam disponíveis até o dia 02 de março.

Ao todo, serão 25 estações, que estão na região de Pinheiros, Itaim Bibi e Vila Olimpia, com 250 bicicletas. A retirada em cada uma delas pode ser feita com o cartão do usuário, com o código disponibilizado no aplicativo ou com o Bilhete Único. A expectativa da prefeitura é que até o final do semestre sejam 260 estações com 2.600 bicicletas.

O Itaú continua a ser o patrocinador do programa, que terá a empresa Tembici como operadora do sistema e a PBSC Urban Solutions como fornecedora.

Em nota o Itaú informou que o sistema atualmente, conta com cerca de 800 mil usuários cadastrados, que já realizaram mais de 2,4 milhões de viagens com as “laranjinhas”, como ficaram conhecidas, somente em São Paulo. O objetivo da troca do sistema é tornar a experiência do compartilhamento de bicicleta na capital paulistana mais segura, confortável, eficiente e sustentável.

 

Adicionar comentário

Cadastre-se em nossa
Newsletter

Receba Notícias, Eventos, e muito mais
da sua Região.
CADASTRAR
Caso não queira se cadastrar ou já tenha se cadastrado,
basta fechar essa janela para continuar lendo.
close-link