Grupo Sul News

Policiais militares são presos por compactuarem com cassinos clandestinos

No último dia 15, aconteceu uma operação contra cassinos clandestinos organizada pelo Ministério Público (MP) de São Paulo e pela Corregedoria da corporação da Polícia Militar. Na operação que foi intitulada de Cabaré, quatro policiais militares foram detidos; sendo eles, coronel e um major reformados, um capitão e um policial.

A operação Cabaré tem sido conhecida como uma das maiores da história. Foram apreendidas 1.054 máquinas e 1.038 foram destruídas. Cada máquina tinha valor médio de R$ 25 mil.

A 4ª auditoria da Justiça Militar, investigou e descobriu que os PMs agiam em vários endereços na zona sul, entre eles uma casa clandestina no bairro nobre em Moema e outra altamente tecnológica na Avenida Interlagos. Ambas foram fechadas.

Em nota a Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-SP) informou “que não compactua com desvios de conduta” e que “todas as denúncias estão sendo devidamente apuradas pela Corregedoria da Polícia Militar, que instaurou IPM (Inquérito Policial Militar) em 2013, solicitando o concurso do Ministério Público após constatar a participação de civis”.

A Justiça Comum e a Justiça Militar expediram 35 mandados de busca e apreensão e nove de prisão e para cumprir o pedido, destacaram 208 policiais e 20 promotores de justiça da Gaeco – Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado.

Adicionar comentário

Cadastre-se em nossa
Newsletter

Receba Notícias, Eventos, e muito mais
da sua Região.
CADASTRAR
Caso não queira se cadastrar ou já tenha se cadastrado,
basta fechar essa janela para continuar lendo.
close-link