Grupo Sul News

Problemas com calçadas no Alto da Boa vista incomodam moradores

No mês de setembro apenas, a Prefeitura Regional de Santo Amaro aplicou mais de R$ 60.000,00 em multas para proprietários que não conservam as suas calçadas, mas no bairro a situação ainda precisa ser melhorada

A reportagem do jornal Gazeta de Santo Amaro esteve andando por ruas do Alto da Boa Vista e verificou alguns problemas com calçadas. Foram encontradas rachaduras, paralelepípedos soltos e quebrados, desníveis por conta de raízes de árvores antigas e principalmente sujeira no pavimento.

A Rua Visconde de Porto Seguro é usada por muitos moradores do bairro como parte do trajeto até o Parque do Cordeiro. O problema é que no caminho não existem calçadas, e quando existem são ocupadas por postes que ficam no meio impossibilitando a passagem de qualquer pessoa, principalmente quem tem acessibilidade reduzida.

Helena Iwanow, moradora do Alto da Boa Vista há 51 anos, caminha sempre por essa rua e se mostrou insatisfeita. “Na rua Visconde de Porto Seguro, tem algumas calçadas exageradamente grandes. Mas tem lugar que não tem calçada. Ou elas realmente não existem, ou são ocupadas por árvores, mato ou estão quebradas”.

Na Rua Alves Pontual, esquina com a Avenida João Dias, a reportagem detectou um problema que já havia sido relatado pelo jornal à Prefeitura Regional de Santo Amaro, que na época prometeu tomar providências. A esquina da construção da loja Outlet Pneus ocupa grande parte da calçada, sobrando cerca de 60 cm, com um poste no meio para o acesso de pedestres. O que impossibilita a passagem de duas pessoas ao mesmo tempo ou de cadeirantes.

Questionada sobre a irregularidade do terreno e se uma possível reforma vai ser feita, visto que nada acontece há cerca de 15 anos, a PRSA respondeu que “a calçada da loja Outlet Pneus (antiga ABC Pneus), foi vistoriada e verificou-se que o imóvel encontra-se no mesmo alinhamento dos demais vizinhos. Não podemos concluir preliminarmente se houve invasão da calçada pela construção. As razões para o estreitamento da calçada serão avaliadas pelo corpo técnico da PRSA através de procedimento mais específico.”

Em nota, a loja Outlet Pneus se manifestou. “Informamos que já estamos em contato tanto com a Prefeitura, quanto com o proprietário do imóvel para chegar a melhor solução para o problema da calçada”.

No quadrilátero da Sabesp, no Alto da Boa Vista, entre as ruas Comendador Elias Zarzur, Américo Brasiliense, Graham Bell e Alberto Hodge, as calçadas estão precárias. As árvores antigas provocam desníveis na calçada com suas raízes. A grama ocupa toda a calçada, além de degraus e buracos que também dificultam a passagem dos pedestres. “Eu costumo caminhar e esse quadrilátero faz parte do trajeto. Muitas vezes eu vi gente tropeçando, por conta das árvores que quebram e sujam a calçada. A gente não vê interesse da Sabesp em fazer a manutenção”, relatou Flavia Boarini, moradora do Alto da Boa Vista há 18 anos.

Como a empresa citada pela moradora detém a concessão do saneamento básico do Estado de São Paulo a reportagem procurou saber se há uma preocupação com a zeladoria das regiões que a empresa se instala. Em nota a Sabesp esclareceu.

“Realizamos vistorias rotineiras, reparos e ações preventivas nas calçadas da propriedade localizada nas ruas citadas, no Alto da Boa Vista. Quando é necessário realizar alguma manutenção, são colocadas placas sinalizadoras para orientar os pedestres”.

A Prefeitura Regional de Santo Amaro declarou ainda que, a acessibilidade das calçadas é um tema importante e que no mês de setembro apenas a regional aplicou mais de R$ 60.000,00 em multas para proprietários que não conservam as suas calçadas. Ainda informou que além do atendimento às denúncias, os fiscais estão orientados a identificar as irregularidades nos seus respectivos setores e adotar as providências cabíveis.

Adicionar comentário

Cadastre-se em nossa
Newsletter

Receba Notícias, Eventos, e muito mais
da sua Região.
CADASTRAR
Caso não queira se cadastrar ou já tenha se cadastrado,
basta fechar essa janela para continuar lendo.
close-link