Grupo Sul News

Carta do leitor

Recebemos o seguinte relato de uma leitora em nossa página no Facebook:

“Estive no cemitério de Santo Amaro, senti-me totalmente desamparada pelas autoridades. Pessoas nos abordando pedindo dinheiro e o cemitério totalmente abandonado. É preciso rever conceitos, pois somos cidadãos, pagamos nossos impostos e quando precisamos não temos o menor respaldo. Se tivesse alguém fardado nas entradas, intimidariam esses indivíduos.”

Em resposta, a administração e direção do Serviço Funerário emitiram a seguinte nota:

“Orientamos todos os administradores para que sempre que presenciarem abordagens invasivas nas dependências dos cemitérios, deve ser solicitado o apoio da Guarda Civil Metropolitana. Nesta parceria com a GCM, o número de rondas aumentou em todos os cemitérios municipais em 2017. Nos cinco primeiros meses deste ano, foram efetuadas 11.319 rondas, quase o dobro do patrulhamento feito em todo o ano de 2016, que totalizaram 6.926”.

3 comentários

  • No tempo em que estive no local não presenciei nenhum patrulhamento da GCM, ou seja, é preciso acontecer, e o próprio cidadão fazer a denúncia, ao invés de se sentir protegido com a presença das autoridades.
    Se estes cidadãos estão nos abordando, é sinal de que tanto os responsáveis pelo cemitério como o patrulhamento não está sendo satisfatório.

  • Boa noite! Realmente o cemitério de Santo Amaro está invadido por usuários de drogas e outro tipo de cidadãos desocupados, que dá medo quando se entra para visitar as sepulturas. Quanto ao desleixo do cemitério, os administradores do próprio, me contaram uma determinada vez que me acompanharam à sepultura da família, que naquela noite tinham roubado 40 portas das sepulturas. Acredito que a GCM, deveria estar todos os dias no cemitério e mais, tirar tariade vez os infelizes que estão por lá. Mas cabe a Secretaria que cuida disso tome suas providências.

Cadastre-se em nossa
Newsletter

Receba Notícias, Eventos, e muito mais
da sua Região.
CADASTRAR
Caso não queira se cadastrar ou já tenha se cadastrado,
basta fechar essa janela para continuar lendo.
close-link