Grupo Sul News

Uva passa na comida?

Conversamos com uma nutricionista sobre essa fruta que causa tanta polêmica

Diferentes tipos de uvas passas. Imagem: Divulgação

Sabemos que, com o Natal se aproximando, a uva passa fica muito presente nos pratos. Ao longo da história, a fruta se tornou símbolo de fartura e prosperidade; o que combina com o espírito natalino. Em uma enquete realizada com os seguidores da página do Facebook da Gazeta de Santo Amaro, em sua maioria, aprova a invasão da uva passa nos pratos de final de ano. Mas há quem absolutamente não goste. Conversamos com a nutricionista Lia Kanae Okita Buschinelli, que esclareceu algumas dúvidas a respeito da fruta.

– A fruta possui nutrientes: “o principal nutriente da uva passa é o carboidrato, proveniente na sua maior parte da frutose da própria uva. Ao desidratá-la, o teor de frutose fica concentrado, por isso ela é mais doce do que a uva comum. Além disso, contém fibras e potássio”.

– Pode ser consumida o ano inteiro: “uma porção de uvas passas equivale a aproximadamente 1 colher de sopa. Não existe forma ideal de consumo. Ela é bem versátil e pode ser consumida pura, como snack, com cereais matinais, com arroz, como recheio de bolos, ou em sobremesas”.

– Você lava apenas se achar necessário: “dependendo da procedência seria interessante enxaguar com água para retirar possíveis resíduos de poeira e sujidades. Normalmente a uva passa vendida à granel ou que é embalada no próprio estabelecimento que a comercializa (mercados, feiras, sacolões), ficando mais exposta; o acontece com menos frequência com as que já vem embalada de fábrica. Caso queira lavar, deixe para fazer isso na hora do consumo, pois se lavar e guardar ela vai ficar úmida e favorecer a proliferação de fungos, reduzindo o tempo de prateleira do produto”.

– Existem tipos diferentes de uva passa: “a diferença principal é o tipo de uva que foi desidratada para chegar ao produto final. Se for usada a uva verde ela ficará com a coloração amarelada, se for a uva roxa ela ficará mais escura, assim como acontece com a cor dos vinhos, por exemplo. Em relação ao conteúdo nutricional, a uva passa preta concentra mais os elementos antioxidantes do que a uva branca”.

– Quando desidratadas, seus açúcares ficam ainda mais concentrados: “a uva comum tem cerca de 80% de água na sua composição quanto que a uva passa tem até 25%. O processo de desidratação concentra os nutrientes na fruta, portanto a uva passa tem bem mais carboidrato do que a uva comum. Ela tem em média 79 g de carboidrato por 100 g de alimento, e a tradicional tem cerca de 18 g de carboidrato por 100 g de alimento. Por isso, pessoas com diabetes devem ficar atentas, e, de forma geral, devem evitar a uva passa e as demais frutas secas, pois todas têm essa mesma característica. Se for consumi-las, coma uma porção pequena para não prejudicar o controle da glicemia”.

Com tantos benefícios à saúde, a uva passa está mais que liberada para ser consumida não apenas nas festas mas durante o ano todo. Aproveitem!

Adicionar comentário

Cadastre-se em nossa
Newsletter

Receba Notícias, Eventos, e muito mais
da sua Região.
CADASTRAR
Caso não queira se cadastrar ou já tenha se cadastrado,
basta fechar essa janela para continuar lendo.
close-link