Grupo Sul News

Vendas do varejo de material de construção crescem 6% em outubro

Desempenho é sobre o mesmo período de 2016. Na comparação com setembro de 2017, as vendas aumentaram 2%. Dentre os lojistas entrevistados, 36% pretendem fazer novos investimentos nos próximos meses

As vendas do varejo de material de construção cresceram 6% em outubro, na comparação com o mesmo período de 2016. Na comparação com setembro de 2017, as vendas aumentaram 2% no mês. Os dados são da Pesquisa Tracking mensal da Anamaco (Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção) , que entrevistou 530 lojistas entre os dias 27 a 31 de outubro.

“Com esses resultados apresentados, o volume de vendas no ano apresenta alta de 6%, se comparado ao mesmo período do ano passado. Já nos últimos 12 meses, conseguimos atingir o crescimento de 2,5%”, explica o presidente da Anamaco, Cláudio Conz.

“Telhas de fibrocimento e tintas são as categorias que impulsionaram o setor este mês, reafirmando que a família brasileira está iniciando as reformas das casas para as festas do final de ano”, afirma Conz. “Tradicionalmente esse é um momento do ano em que as tintas vendem em grande escala. Já as telhas, que tiveram alta de 7% nas vendas, são um indicativo de obras de prevenção por conta das chuvas de verão, que costumam causar estragos, principalmente relacionados a infiltração. Além disso, em outubro tivemos uma quantidade de chuva muito acima do mês anterior, o que aumentou os casos de goteira e vazamento, provocando a necessidade de substituição das telhas”, completa.

Segundo Conz, o desempenho do setor em outubro também foi influenciado pela queda da inflação, que melhorou levemente o poder aquisitivo. O aumento do índice de emprego em todo o Brasil melhorou a confiança dos consumidores, que voltaram a planejar reformas e pequenas obras. Além disso, a nova Lei Trabalhista é um fator que irá manter e contribuir com o crescimento futuro.

“As reformas costumam se intensificar nos meses de outubro e novembro, pois ninguém costuma lidar com obras muito próximo do Natal. A nossa expectativa é de fecharmos o ano com crescimento de 5% sobre 2017 e continuamos otimistas para 2018. O Cartão Reforma e o Construcard devem aquecer ainda mais o início do ano que vem”, declara.

Dentre os lojistas entrevistados, 36% pretendem fazer novos investimentos nos próximos meses. Cerca de 26% das lojas contrataram novos funcionários em outubro e 17% pretendem aumentar o seu quadro no mês de novembro.

Adicionar comentário

Cadastre-se em nossa
Newsletter

Receba Notícias, Eventos, e muito mais
da sua Região.
CADASTRAR
Caso não queira se cadastrar ou já tenha se cadastrado,
basta fechar essa janela para continuar lendo.
close-link