Grupo Sul News

Eletricistas em motos devem agilizar consertos de semáforos em São Paulo

O programa “Semáforo expresso” irá contar com cinco motos da equipe de sinalização e 20 motocicletas da equipe de Operação Estratégica.

Na última sexta-feira (20) a Prefeitura de São Paulo anunciou uma nova ação para agilizar o conserto de semáforos na cidade de São Paulo. O programa “Semáforo Expresso” contará com eletricistas em motos que vão chegar primeiro até as ocorrências para solucionar os casos mais simples nos cruzamentos da capital.

“Este programa faz parte do Mutirão de Semáforos. Estamos fazendo agora uma evolução, para agilizar, com a ajuda das motocicletas, o atendimento à recuperação semafórica, garantindo a fluidez e a segurança no trânsito, com a redução do tempo de espera para os reparos nos horários com maior movimento e nos locais com o trânsito mais intenso”, explicou o prefeito João Doria.

Essa nova divisão irá contar com cinco motos da equipe de sinalização e 20 motocicletas da equipe de Operação Estratégica. Eles vão entrar em operação para solucionar também falhas mais simples nos semáforos. Além disso, as equipes da operação estratégica serão acionadas para verificar se realmente existe um problema no semáforo da ocorrência reportada. E, em grandes corredores com falhas semafóricas, elas atuarão nos cruzamentos na orientação do trânsito até a conclusão da manutenção do semáforo.

A estimativa da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) é que, com a utilização das motocicletas, o tempo de espera para a chegada dos agentes nos locais reportados seja reduzido em até 40% a menos que o tempo convencional.

“Existem casos simples, que são solucionados rapidamente com a presença de um funcionário especializado da CET. Desta forma, essa nova estratégia aumenta o nosso tempo de resposta para a solução dos problemas nos semáforos da capital. E, se os casos forem mais complexos, as outras equipes de manutenção, com equipamentos mais pesados, são acionadas”, explica o presidente da CET, João Octaviano Machado Neto.

A CET conta com uma central de monitoramento eletrônico de 1.500 aparelhos onde acompanha em tempo real os principais semáforos. Desde setembro, a CET ampliou esse monitoramento ao firmar uma parceria com o aplicativo Waze, na qual os usuários avisam quando se deparam com os semáforos quebrados. Além disso, as equipes são acionadas após queixas de motoristas e pedestres que relatam o problema pelo telefone 1188.

Fonte: Prefeitura SP

Adicionar comentário

Cadastre-se em nossa
Newsletter

Receba Notícias, Eventos, e muito mais
da sua Região.
CADASTRAR
Caso não queira se cadastrar ou já tenha se cadastrado,
basta fechar essa janela para continuar lendo.
close-link