Grupo Sul News

Câmara aprova inserção do símbolo do autismo nas placas de atendimento preferencial de São Paulo

Dados mostram crescimento de 85% dos casos diagnosticados. A proposta deve ser apreciada em segunda votação pelos vereadores ainda neste semestre.

Aprovado na terça-feira (19), o Projeto de Lei nº 315/2017 pede que seja incluído o símbolo internacional do Transtorno do Espectro Autista em placas de supermercados, bancos e farmácias para o atendimento preferencial, assim como acontece com idosos, gestantes, pessoas com deficiência e mobilidade reduzida.

“A situação de uma fila, demorada e com muitas pessoas, é extremamente incômoda para um autista. No caso da Síndrome de Asperger, o transtorno, por vezes, não é visível e as outras pessoas da fila não entendem o que ocorre”, disse Mirian Lima, assistente-social da Associação Amigos do Autista (AMA), que atende de forma multidisciplinar, 330 pessoas, além de residências terapêuticas.

Dados da Organização das Nações Unidas (ONU) apontam que, no fim dos anos de 1980, somente uma a cada 500 crianças eram diagnosticadas com autismo, e hoje, passou para uma a cada 68, um aumento superior a 85%. Ainda não existem estudos no Brasil que determinam o número exato de autistas, mas as organizações não-governamentais que cuidam do tema estimam em mais de 2 milhões.

O projeto foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) em agosto, e passou pelo congresso de comissões na semana passada. A proposta deverá ser apreciada em segunda votação pelos vereadores ainda neste semestre, antes de seguir para a sanção do prefeito João Doria.

Adicionar comentário

Cadastre-se em nossa
Newsletter

Receba Notícias, Eventos, e muito mais
da sua Região.
CADASTRAR
Caso não queira se cadastrar ou já tenha se cadastrado,
basta fechar essa janela para continuar lendo.
close-link